ANÁLISE DE VIABILIDADE

A Análise de Viabilidade objetiva proporcionar ao responsável pela decisão de empreender um conjunto de informações Qualitativas e Quantitativas que irão fundamentar a tomada de decisão: DEVEMOS ou NÃO DEVEMOS realizar este empreendimento?

Se SIM, quais os resultados possíveis? Se NÃO, quais os motivos e quais as alternativas?

Os parâmetros a serem considerados dentro da Análise de Viabilidade devem abranger detalhadamente os diversos fatores que serão determinantes para o sucesso ou não da opção de investimento em análise.

O pressuposto básico é que O INVESTIMENTO NO EMPREENDIMENTO DA CONSTRUÇÃO CIVIL DEVE RETORNAR AOS PROPRIETÁRIOS E INVESTIDORES UMA RENTABILIDADE MAIOR QUE A TAXA MÍNIMA DE ATRATIVIDADE.

Serviços prestados pela TARGET Engenharia e Gerenciamento:

  • Análise Documental.
  • Análise Mercadológica.
  • Análise Técnica.
  • Análise Ambiental.
  • Estudo de Viabilidade Econômica.
  • Estudo de Viabilidade Financeira
  • Análise de Cenários Macroeconômicos e seus impactos no negócio.
  • Análise de Risco e Rentabilidade: Empreendimentos para Venda ou Locação
  • Estruturação Financeira do Projeto de Investimento
  • Análise de Qualidade do Investimento – AQI
  • Gerenciamento Global do Projeto
  • Consultoria: Rotinas para Desenvolvimento e Gerenciamento de Projetos de Investimento no Âmbito do Real Estate.

A EMPRESA CONSTRUTORA ATUANDO COMO UM BANCO DE INVESTIMENTOS

É sabido que todo capital possui custo. Cabe aos gestores das empresas de Construção Civil saberem identificar oportunidades de negócios e potenciais empreendimentos que gerem mais valor econômico que este custo do capital.

Este excesso de rentabilidade (retorno maior que o custo de capital) é chamado pela TARGET de ALPHA POSITIVO e deve ser buscado incansavelmente pela empresa Construtora: dentro de seus processos internos, durante a negociação com fornecedores e prestadores de serviços, através de ganhos de produtividade homem-hora, através da busca pelo reconhecimento da marca e da qualidade do produto entregue, sempre com foco, sobretudo, na rentabilização de seus próprios ativos financeiros, intelectuais e imobilizados e NA RENTABILIZAÇÃO dos ativos financeiros DE SEUS CLIENTES E INVESTIDORES.

Empresas que não geram valor maior que seu Custo Médio Ponderado de Capital não estão produzindo riqueza maior que aquela proporcionada pela renda passiva. Estas empresas não são eficientes sob o ponto de vista econômico e apresentam maior risco relativo.

Para a empresa construtora conquistar cada vez mais clientes e investidores, fidelizando-os ao longo do tempo e tornando estas pessoas porta vozes da marca, é necessário que seja entregue um retorno econômico-financeiro maior que qualquer outra opção de investimento disponível no mercado: poupança, renda fixa bancária, títulos públicos, ações, fundos e planos de previdência privada.

É preciso que a empresa construtora saiba entregar mais rentabilidade  que a SELIC ou o CDI ou o IBOVESPA.

Dentro desta estratégia, a empresa construtora passa a atuar em concorrência direta e com melhores produtos e condições que aqueles oferecidos por Bancos Comerciais, Bancos de Investimento, Fundos, Planos de Previdência Privada e Corretoras de Valores Mobiliários.

Para que a Construtora consiga produzir informações que possam ser comparadas aquelas relativas aos produtos de investimento disponíveis nos mercados financeiro e de capitais, é preciso que se estabeleça uma cultura de ANÁLISE ECONÔMICA SISTEMÁTICA de toda e qualquer oportunidade de negócios que venha a ser considerada pela empresa. Cálculo da TIR, VPL, PAYBACK, ROI, ROA, ROE, NOPAT, EVA, com base em Fluxos de Caixa Projetados, devem fazer parte da rotina de análises de viabilidade de negócios da Construtora, bem como o cálculo do CMPC – Custo Médio Ponderado de Capital e da TMA – Taxa Mínima de Atratividade específicos para cada empreendimento em análise. Complementam o trabalho o estabelecimento dos benchmarks concorrencial e referencial.

Após a verificação da Viabilidade Econômica é necessário que se faça o Estudo de Viabilidade Financeira, com base nas projeções de fluxo de caixa de entrada e saída de recursos desenvolvidas dentro das simulações de cenários. O objetivo é determinar quais são os recursos financeiros necessários para se promover o funding e quais as condições necessárias para o desenvolvimento do project finance.

A TARGET atua justamente neste segmento de mercado, mesclando conhecimentos nas áreas dos negócios da Construção Civil, das Finanças e do Mercado Financeiro, apresentando um portfólio único de consultoria, de prestação de serviços e de programas de capacitação profissional focados na formação de grandes gestores e executivos do Construbusiness.